14/05/17

Le Collectionneur de Briques de Pedro Burgos

Le Collectionneur de Briques é a nova narrativa gráfica de Pedro Burgos. Inédita em Portugal [!], é publicada agora em Maio pela francesa 6 Pieds Sous Terre na sua Collection Monotrème {Mini}.

Após a falência da sua empresa, Valerio, um arquitecto, resolveu erigir, sem motivo aparente, uma singular torre de tijolo. Por entre a curiosidade, compaixão e medo dos seus vizinhos, esta construção reflecte a desconstrução das nossas cidades e da nossa sociedade.

Num contexto de crise económica, a história poética, trágica, mas combativa de Valerio, auxiliado aqui por Chiara, uma voluntária lisboeta, fala sobre o rebaixamento dos cidadãos europeus nesta época de degradação das condições de vida, alimentada uma globalização nivelada por baixo.




Le Collectionneur de Briques
Pedro Burgos
Collection Monotrème {Mini}
56 págs., bicromia, capa dura, 22,5 x 16,7 cm, €10,00
ISBN: 978-2-35212-129-9
6 Pieds Sous Terre, Maio 2017

A 6 Pieds Sous Terre é uma editora francesa de bd alternativa criada em 1991. Já publicou duas obras de autores portugueses: Celle de ma vie, celle de mes rêves de Pedro Brito e João Fazenda, em 2008 (Tu és a mulher da minha vida, ela a mulher dos meus sonho, Polvo, 2001); e L’amour infini que j’ai pour toi de Paulo Monteiro, em 2013 (O Amor Infinito que te Tenho e outras histórias, Polvo, 2010).






0 comentários:

Enviar um comentário

Maximum Rocknroll #410 Julho 2017


Disponível na Black Mamba Distro €4.50
We hang out with Mexico City’s RIÑA and talk art and politics with Iceland’s hardcore punks DAUÐYFLIN and their US tourmates, Olympia’s XYLITOL. We have interviews with Berlin supergroup LIFE FUCKER, the creator of Exotic, a documentary covering sex work in Guam, and Hiro the Aggression from the legendary DISCLOSE. Garage punkers REPTILIANS FROM ANDROMEDA tell us about the scene in Istanbul, in fair Verona we meet LOS FASTIDIOS, no wave femme-punk heroines Y PANTS reflect on the occasion of their recently reissued back catalogue, IN FLUX mix powerviolence and D-beat in Portland, and MYDOLLS are still at it playing feminist punk in Houston and recording new music nearly 40 years into their life as a band. All of this plus photo spreads from Waynze World III in Kansas City and Olympia’s Book Your Own Fest, as well as an interview with collective members organizing Chicago’s queercore Fed Up Fest. And that’s not all — we’ve also got the biggest record, zine, demo and film review section in punk. What are you waiting for?